To build jQuery, you need to have the latest Node.js/npm and git 1.7 or later. Earlier versions might work, but are not supported. For Windows, you have to download and install git and Node.js. OS X users should install Homebrew. Once Homebrew is installed, run brew install git to install git, and brew install node to install Node.js. Linux/BSD users should use their appropriate package managers to install git and Node.js, or build from source if you swing that way. Easy-peasy. Special builds can be created that exclude subsets of jQuery functionality. This allows for smaller custom builds when the builder is certain that those parts of jQuery are not being used. For example, an app that only used JSONP for $.ajax() and did not need to calculate offsets or positions of elements could exclude the offset and ajax/xhr modules. Any module may be excluded except for core, and selector. To exclude a module, pass its path relative to the src folder (without the .js extension). Some example modules that can be excluded are: .<--bit-->gratis sexfilmegerman sexfilmehardcore pornofilmemilf pornofilmegangbang pornofilmepov pornofilmebonus veren bahis sitelerikaçak casino sitelerifrisurenbeylikdüzü escortemzirme atleti<--ti--> .Note: Excluding Sizzle will also exclude all jQuery selector extensions (such as effects/animatedSelector and css/hiddenVisibleSelectors). The build process shows a message for each dependent module it excludes or includes. As an option, you can set the module name for jQuery's AMD definition. By default, it is set to "jquery", which plays nicely with plugins and third-party libraries, but there may be cases where you'd like to change this. Simply set the "amd" option: For questions or requests regarding custom builds, please start a thread on the Developing jQuery Core section of the forum. Due to the combinatorics and custom nature of these builds, they are not regularly tested in jQuery's unit test process. The non-Sizzle selector engine currently does not pass unit tests because it is missing too much essential functionality.

O Japão agora tem um novo picolé com álcool que não é proibido para crianças

 O Japão agora tem um novo picolé com álcool que não é proibido para crianças

Um dos picolés mais populares do mercado japonês é o Suika Bar. Traduzindo para “Barra de Melancia”, esta confecção gelada tem o formato de uma fatia de melancia e se parece com uma, com suco de melancia vermelha e “sementes” de chocolate espalhadas por toda parte.Particularmente popular entre os jovens durante os meses de verão, o Suika Bar às vezes aparece em sabores de edição limitada, e este mês eles colocaram um especialmente estranho no mercado.

▼ Diga olá para o “Encantado !? Suika Bar ”


O que torna este novo pólo de gelo tão diferente não é apenas a embalagem incomum. Nem é o fato de que a fatia de melancia parece ser roxa em vez de vermelha. Não – o que diferencia esta confecção é o fato de conter álcool.

Nosso repórter de língua japonesa Egawa Tasuku topou com o novo Suika Bar no freezer de sorvete da loja de conveniência, com uma nota manuscrita ao lado que dizia: “Este produto contém álcool. Aqueles que são sensíveis ao álcool, por favor, estejam atentos. ”


Um Suika Bar com álcool era algo que Egawa nunca tinha visto antes, então ele imediatamente comprou um casal e os levou para casa para ver qual seria o gosto. Olhando atentamente para a embalagem ao chegar em casa, ele pôde ver o personagem hipopótamo do bar com uma expressão preocupada em seu rosto, ao lado de uma etiqueta de advertência que dizia: “Este produto contém álcool. Teor de álcool de 0,2 por cento ”.

Agora você deve estar se perguntando se esta barra, geralmente a escolha favorita das crianças em sua forma não alcoólica, seria adequada para as crianças comerem. Egawa também questionou isso, mas não há restrições à compra deste produto por crianças, devido ao baixo teor alcoólico.

Afinal, existem chocolates licorosos no mercado, como o Bacchus e o Rummy, que contêm 3,2% e 3,7% de álcool, respectivamente. Além disso, o Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca estipula que o teor de álcool do narazuke (picles japoneses tradicionais feitos com saquê) deve ser de pelo menos 3,5% ou mais. Não é incomum que crianças comam esse tipo de picles, e até chocolates de licor, se estiverem espalhados pela casa, sem nenhum efeito nocivo ou bêbado, então a decisão sobre se as crianças devem comer ou não esses picles não é tanto legal importa, pois é moral.

▼ De acordo com a embalagem, este produto contém “geléia de álcool ocidental”.


O álcool ocidental geralmente se refere ao vinho ou bebidas destiladas como a vodka, em oposição ao saquê japonês ou shochu. Uma olhada no verso do pacote não revelou exatamente que tipo de licor ocidental era usado na preparação do produto, mas dizia que continha suco de cereja e melancia.


Embora contivesse suco de melancia, certamente não se parecia com um Suika Bar comum. O “encantado !?” A barra tinha ficado roxa e, em vez dos familiares pedaços crocantes de chocolate, havia pedaços lisos de geleia.

Depois de dar uma mordida, Egawa sentiu que sentiu um gosto muito fraco de álcool nas geléias com infusão de licor. Não era um gosto muito forte de álcool, no entanto – era mais parecido com a mordida azeda que você obteria de uma pêra madura ligeiramente fermentada.


Estava frutado e delicioso, e quando o picolé ainda estava congelado, os pedaços de gelatina estavam levemente crocantes. Depois de um tempo, a barra esquentou um pouco, derretendo os pedaços de gelatina levemente, mudando sua textura. Essa mudança na textura conforme você come a barra é uma ideia realmente fantástica, e Egawa na verdade preferia a sensação na boca de gelatina ligeiramente derretida.

Foi quando ele se lembrou que tinha comprado dois desses picolés, e o outro estava na mesa, derretendo rapidamente. Isso deu a ele a ideia de deixá-lo derreter totalmente e, em seguida, despejar tudo em um copo.


▼ Acontece que ele tinha um limão azedo à mão, então acrescentou também.


Antes que ele percebesse, ele criou um coquetel, e os sabores de limão e melancia se misturaram lindamente. Era uma bebida fantástica, que Egawa tentaria novamente em um piscar de olhos.


Ao preço de 151 ienes, o Encantado !? O Suika Bar está disponível apenas por tempo limitado. Sua tonalidade roxa e sua natureza “encantada” sugerem que este é um tratamento especial projetado para a temporada de Halloween, porque esta é a época do ano em que tudo, desde donuts a batatas fritas do McDonald’s, fica em um tom assustador de roxo.

Fonte e imagens: Japan Today

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »