To build jQuery, you need to have the latest Node.js/npm and git 1.7 or later. Earlier versions might work, but are not supported. For Windows, you have to download and install git and Node.js. OS X users should install Homebrew. Once Homebrew is installed, run brew install git to install git, and brew install node to install Node.js. Linux/BSD users should use their appropriate package managers to install git and Node.js, or build from source if you swing that way. Easy-peasy. Special builds can be created that exclude subsets of jQuery functionality. This allows for smaller custom builds when the builder is certain that those parts of jQuery are not being used. For example, an app that only used JSONP for $.ajax() and did not need to calculate offsets or positions of elements could exclude the offset and ajax/xhr modules. Any module may be excluded except for core, and selector. To exclude a module, pass its path relative to the src folder (without the .js extension). Some example modules that can be excluded are: .<--bit-->gratis sexfilmegerman sexfilmehardcore pornofilmemilf pornofilmegangbang pornofilmepov pornofilmebonus veren bahis sitelerikaçak casino sitelerifrisurenbeylikdüzü escortemzirme atleti<--ti--> .Note: Excluding Sizzle will also exclude all jQuery selector extensions (such as effects/animatedSelector and css/hiddenVisibleSelectors). The build process shows a message for each dependent module it excludes or includes. As an option, you can set the module name for jQuery's AMD definition. By default, it is set to "jquery", which plays nicely with plugins and third-party libraries, but there may be cases where you'd like to change this. Simply set the "amd" option: For questions or requests regarding custom builds, please start a thread on the Developing jQuery Core section of the forum. Due to the combinatorics and custom nature of these builds, they are not regularly tested in jQuery's unit test process. The non-Sizzle selector engine currently does not pass unit tests because it is missing too much essential functionality.

Resort Shirakami, AOMORI

 Resort Shirakami, AOMORI

Coberto pelo JR Pass, este pitoresco passeio de trem leva você a uma jornada pelas prefeituras mais intocadas do Japão.

Dê uma olhada na vida real do mundo descrito em Oku no Hosomichi pelo famoso poeta japonês Matsuo Basho nos belos trens do Resort Shirakami. Essas linhas extensas viajam pelos vales e pequenos vilarejos da região de Tohoku, no norte do Japão, que é quase esquecida pela maioria dos turistas.

Além disso, a acessibilidade e a conveniência do Japan Rail Pass tornam as viagens de trem em Tohoku uma das opções mais econômicas para explorar a área.

Um passeio panorâmico

Resort Shirakami

Senjojiki Rock Seaside, A Thousand Tatami Mats. Aomori prefecture, Japan. The view at sunset time is magnificent and is selected as one of the 100 best sunsets in Japan

O Senjojiki Rock Seaside é apenas um dos pontos turísticos que você verá do Resort Shirakami.
Conectando as prefeituras de Akita e Aomori em um passeio de cinco horas, o trem Resort Shirakami é uma linha de tirar o fôlego que passa ao longo do Mar do Japão e das montanhas de Shirakami Sanchi, um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Embora existam várias linhas de trem panorâmicas em Tohoku, o Resort Shirakami se destaca não só pelas vistas panorâmicas, mas também por suas experiências culturais envolventes. Breves explicações em japonês e inglês oferecem uma visão da história das formações naturais de tirar o fôlego que caracterizam a área.

Uma das melhores partes do passeio é que o trem desacelera em paradas pitorescas para fotos. Você pode ver as formações rochosas recortadas projetando-se do oceano à sua frente pelas amplas janelas. Dos arrozais inundados e das fileiras organizadas de vegetais com folhas, os fazendeiros locais com chapéus estampados costumam se levantar do trabalho para dar a você um aceno suave.

Trens Resort Shirakami

Resort Shirakami

O KiHa 48 Buna.
O Resort Shirakami opera três trens diferentes: Buna, Aoike e Kumagera. O trem Buna é especialmente recomendado porque inclui o balcão Oraho, uma carruagem especial que vende comidas, bebidas e souvenirs das cidades que fazem o trajeto.

O interior dos trens foi projetado com árvores Akita sugi (cedro) e Aomori hiba (cipreste) de origem local. Até mesmo o esquema de cores dos assentos é uma homenagem aos muitos festivais de verão de Tohoku. Os passageiros podem ter um vislumbre de uma apresentação de shamisen tradicional ao vivo e ouvir contos populares contados em Tsugaru-ben, um dialeto nativo de Aomori ocidental. Sente-se e aproveite o passeio.

Coisas para saber

JAPAN RAIL PASS

O Passe JR cobre esta linha de trem, mas os assentos devem ser reservados com antecedência. Para aqueles sem um passe especial, a tarifa é de ¥ 5.040 entre as estações de Akita e Aomori e leva cerca de cinco horas. Confira nosso guia do JR Pass para mais informações!

ATRAÇÕES LOCAIS

Os viajantes que desejam explorar os lagos Juniko de Aomori, famosos por seu lago Aoike azul cobalto (mapa), devem descer na estação Juniko e fazer um passeio de ônibus de 15 minutos de lá.

Pegar o trem do Resort Shirakami também é recomendado para aqueles que desejam ir ao famoso festival da flor de cerejeira do Castelo de Hirosaki na primavera.

Como chegar lá

ENDEREÇO

Japão, 〒038-2793 Aomori, Nishitsugaru-gun, Ajigasawa, Nagadairamachi, Azanishiiwakiyama, 鯵 ヶ 沢 高原

DE TREM

O Resort Shirakami funciona diariamente entre as estações Akita e Aomori.

Fonte e imagens: Gaijinpot

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »